Arquivo da tag: Suspense

Guerra Mental: 1º Fita

1° De abril de 2005: 21:00

Olá, meu nome é Joseph, tenho onze anos, hoje eu ganhei um gravador e “milhares de fitas”. Se você estiver ouvindo isso, você conhecerá um outro mundo, conhecerá o que há no mundo sobrenatural, você conhecerá a minha historia.

Minha mãe me deu esse gravador para que eu pudesse gravar as coisas como um diário, na verdade acho que ela estava zombando de mim, pois ela não acredita em espíritos. Minha mãe acha que sou louco apenas pelo fato de eu ter um amigo chamado… Eu não sei o nome dele… Ele nunca me disse o nome dele, e também nunca fui na casa dele (ouve-se uma respiração de fundo) na verdade, eu não sei muito sobre ele, mas tudo bem por que eu gosto muito dele, ele sempre me houve, ao contrario da minha mãe que nunca está aqui comigo. Amigo, gostaria de falar algo no meu gravador? (Joseph para de falar e a única coisa que se houve é uma respiração um pouco mais alto quando se houve quase que um “oi” no meio da respiração por meio de sussurros.)

Acho que ele está com vergonha, ele foi embora, ele atravessou a parede e foi embora.

Tchau amigo!

Vou contar um pouco sobre mim, eu tenho onze anos e não posso sair de casa para ir a lugar algum, nem a escola. Não posso ir para a escola pelo fato de terem medo de mim, porque meu amigo me diz tudo que acontece sobre todos na escola, também não posso ir a rua pois a minha mãe diz que alguém pode tentar me matar.

(Ouve-se uma voz de fundo meio roca chamando Joseph para jantar)

Parece que alguém está me chamando para jantar, o que é estranho por que a minha mãe não está em casa, talvez seja o meu amigo.

Bem, vou ir jantar… Até amanhã gravador.

2 de Abril de 2005: 12:00

Acabei de almoçar e fazer a minha prova, eu não posso sair de casa, então eu faço provas a distancia para que meu ensino não fique atrasado. Ah, se lembra quando eu disse ontem que alguém havia me chamado para jantar? Quando eu cheguei na cozinha havia uma maça em cima da mesa e não havia mais ninguém em casa, não sei o que aconteceu.

Bem, eu tive um sonho estranho hoje a noite. Sonhei que estava parado na esquina da minha rua, que a muito tempo não vejo por sinal, eu estava parado coberto de sangue, no chão havia pessoas, meus vizinhos na verdade, todos eles mortos, parecia que eu havia matado eles. (Ouve-se uma respiração de fundo enquanto Joseph fala) O estranho é que eu não estava com medo ou nojo daquilo, eu sentia prazer… Será que sou algum tipo de psicótico como aqueles de filmes de terror? Na infância sofrer por alguns fatos e quando fica mais velho decido colocar uma mascara e matar as pessoas. Daqui a algumas horas minha psiquiatra irá chegar, será que devo falar disso para ela? (Quando Joseph faz a pergunta para sí mesmo se ouve uma voz de fundo sussurrando a palavra “sim”)

O que foi isso? Tem alguém ai?

Gravador, você também ouviu isso? Parece que eu ouvi alguém dizendo sim.

Acho que não falei muito sobre a minha mãe, na verdade, eu não sei sobre o que a minha mãe trabalha, apenas sei que ela fica o tempo inteiro fora, algumas vezes, ela vai fazer viagem, porem como eu já estou acostumado a ficar sozinho não preciso me preocupar, e os meus vizinhos trazem comida para mim, acho que a minha mãe pediu para eles, ou não. O meu pai morreu a alguns anos, minha mãe nunca mencionou como ele morreu, porem já sonhei diversas vezes com ele sofrendo um acidente de carro. (Quando Joseph fala sobre o acidente de carro se houve mais ao fundo algo falar sussurrando: Sim…. Eu matei ele)

O que foi isso?

Aconteceu novamente, estou ficando com medo (a respiração ao fundo vai ficando mais tensa, Joseph dá um grito e corre dentro do cômodo que ele está)

O que é você? Como entrou aqui?

(Se houve uma risada diabólica vindo do fundo e depois passos vindo em direção de Joseph dizendo sussurrando: “Corra! ” Então Joseph começa a gritar e parece arremessar algo no que esta vindo em sua direção que logo para o caminhar.)

Aquilo que estava aqui foi embora (Joseph fala quase que chorando, aparenta estar com muito medo) Ele parecia uma pessoal igual a mim, a diferença é que seus olhos eram totalmente negros, você tinha que poder sentir cheiro gravador, ele fedia a enxofre e sangue. O problema é que se eu contar isso para a psiquiatra, ela vai querer me colocar em alguma clínica, então por enquanto esse será nosso segredo.

Boa noite, ou bom dia gravador, eu não consigo dormir. Estou incrivelmente exausto, porem não consigo dormir, estou com medo daquela coisa aparecer novamente. (se houve o barulho de alguém batendo na porta)
Está ouvindo isso? Tem alguém na porta, tenho que me esconder, não espera, acho que estou ficando paranóico, tem alguém batendo na minha porta e eu estou tentando me esconder. (Se houve o barulho da porta abrindo)

Joseph, o que você está fazendo? Já está na hora de dormir! (Era apenas a mãe de Joseph)

Não consigo mãe, eu estou com medo.

Medo de que meu filho?

Medo de não consegui acordar..

Chega Joseph, você está ficando paranóico, eu não agüento mais você e essa sua loucura, quando o dia amanhecer vou ligar para a doutora, você vai para uma clinica (se houve o barulho da porta batendo com força)

Gravador, você ouviu? Minha mãe vai me internar, e agora o que eu faço? Eu não quero ir (se houve algo atrás de Joseph dizer: O que está fazendo? Está com medo?)

Oh meu Deus, mais que merda é você?

Por que está me perturbando, suma daqui agora (Joseph começa a gritar por socorro)

Não adiante gritar Joseph, eu sempre estarei aqui para lhe mostrar que a vida é bem mais que isso que você pensa.

Por favor me deixe em paz ( Joseph começa a chorar)

NUNCA!! (a aberração grita para Joseph e se ouve barulho de coisas caindo no chão.

Joseph o que está acontecendo?

Mãe, foi a criatura, ela quer me matar mãe, me protege por favor.

Você está louco, de manha cedo você sai dessa casa!

(ouve-se barulho da porta batendo novamente)

Joseph fica chorando por alguns minutos no silencio de seu quarto

Gravador, essa é a minha ultima gravação antes de ir para a clinica, eu não sei o que vai acontecer lá, irei deixar você guardado para que ninguém mexa em você, também irei trocar a fita para caso alguém ache, não ouça essa gravação.
Estou com medo, muito medo, nesses três dias você percebeu que a minha vida é algo alem do normal, o sobrenatural quer tomar a minha alma, porem irei resistir. Adeus gravador, talvez até a algum dia.